segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Fashion Rio: Parte 1 - Primeiro dia de desfiles

Oii gente!
Nesse post irei mostrar o primeiro dia, 06/11, de desfiles do Fashion Rio (temporada de inverno 2014).

Patrícia Viera

Marca: Patricia Viera
Direção criativa: Patricia Viera
Styling: Felipe Veloso
Beleza: Max Weber
Trilha: Bernardo Novaes
Inspirações: Beleza e herança cultural do Novo México, Georgia O’keefe; a líder espiritual Chris Griscom e seu The Light Institute, em Santa Fé
Materiais: Couro em diversas texturas: navalhados, cortados a laser, com aplicação de metais ou pinturas à mão
Cores: Laranja, terracota, caramelo, café, esmeralda, azul cobalto, rosa blush
Highlights: Deve ser muito bom trabalhar com Patrícia Viera. Ela é uma louca no melhor sentido da palavra. Junto com outro louco bom, o stylist Felipe Veloso, a marca tem evoluído e encontrado novos caminhos para o couro, especialidade da estilista.
Para a coleção de inverno, Patricia reuniu todas as suas vontades, que se cruzaram sem querer: deserto do Arizona, a cultura do Novo México, os florais da artista americana Georgia O’Keeffe e o The Light Institute, lugar que Patrícia frequenta em Santa Fé, dirigido pela “personal healer” Chris Griscont, presente no desfile. “Queríamos falar de energia, das coisas que dão certo”, conta Felipe no backstage antes do desfile começar.
Pois lá foram os dois para Santa Fé onde visitaram o Light Institute, andaram de balão e viram de perto a força das cores da terra e do céu. Os tons do balão renderam uma das estampas mais bonitas da coleção. As flores derivadas do trabalho de O’Keeffe abrem a apresentação em looks de couro navalhado com textura de plush. As estampas florais localizadas, que aparecem no top azul que parece moletom, foram pintadas no camarim mesmo, pouco tempo antes do desfile.
Riqueza de cor, textura e histórias, onde terra, céu e ar misturam-se a lendas e crenças locais, reunindo o trabalho artesanal e o tecnológico e criando peças lindas (saias, vestidos, jaquetas) para um inverno que passa longe do sóbrio.



Comentário da blogueira: Eu gostei desse desfile, mas claro que sempre tem algumas coisas que a gente não gosta tanto. Eu gostei muito da cartela de cores, por mais que eu não seja muito fã de algumas que apareceram no desfile. Gostei muito da mistura do esmeralda e rosa blush em alguns looks. Outra coisa que me chamou a atenção foram as estampas, vi muito étnico e floral. Gostei também dos materiais usados, achei que deram um efeito bem legal. Vi muitos detalhes de franjas e confesso que foi o que mais me agradou. Em relação a make, gostei do olho marrom esfumadinho (que quase não dá pra perceber) e o batom em um tom bem escuro (achei a cara do inverno). Já no cabelo foi feito um rabo-de-cavalo armado. E outra coisa que me a chamou a atenção foram os sapatos, eles tinham transparência e isso também foi levado para o salto.

Alessa

Marca: Alessa
Direção criativa: Alessa
Styling: Daniel Ueda
Beleza: Robert Estevão
Trilha: DJ Zé Pedro
Inspirações: Concreto, arquitetura, Paulo Mendes da Rocha
Materiais: Tweed, chiffon, organza bordada em círculos, jacquard geométrico, neoprene estampado e cetim
Cores: Preto, branco, cinza e toques de vermelho
Highlights: Pela primeira vez Alessa não compareceu ao seu próprio desfile. Grávida de quatro meses de Antonia, sua primeira filha, foi recomendado que ela repousasse. Esta coleção foi uma virada de rumo na trajetória de Alessa. Conhecida por suas roupas coloridas, estampadas, vibrantes e volumosas, ela vem flertando com um lado mais comercial e “viável” da roupa. Usando preto, branco e cinza, a coleção ganha força com as fotografias do trabalho de Paulo Mendes da Rocha, que viram grandes estampas. A modelagem é ampla e tem no trabalho com o neoprene seu melhor momento. As mesmas ideias de estamparia, padronagens e texturas são vistas em peças e comprimentos diferentes, totalizando 18 looks. Na trilha, a voz de Arnaldo Antunes cantava: “Desce da sua altura/ desce do trono também/ por que não deixa de tanta frescura / e vem para a rua também”. Foi isso o que ela fez, com uma coleção enxuta e urbana.



Comentário da blogueira: Vou ser bem sincera, e já vou começar falando que não curti muito o desfile. Não curti porque na minha opinião a maioria das roupas pareciam estar alguns (bons) tamanhos acima do tamanho que a modelo usa. Uma coisa que gostei foi a cartela de cores (que trouxe uma pegada bem urbana), que eu gosto por ser fácil de fazer combinações. Os looks que eu mais gostei desse desfile foram os que tinham a cintura marcada. Em relação a make, eu achei tudo bem clean. Olho nada, boca nada, mas a pele bem feita. No cabelo temos um rabo de cavalo mais arrumadinho e com um voluminho (quase um topete) na parte de cima da cabeça. Outro detalhe são as bolsas que me lembraram realmente uma área mais urbana (tipo aquelas bolsas que gente que trabalha em escritório usa). E a coisa que eu mais amei foram as botas de cano curto e com um salto grosso ( que eu adoro) que também ajuda a remeter a uma coisa mais urbana.

Victor Dzenk

Sem informações sobre o desfile.



Comentário da blogueira: Eu gostei desse desfile, mas só a parte feminina. Pra mim a parte masculina deixou muito a desejar. Primeiramente, achei as cores do desfile bem sóbrias (combinam bem com o inverno) a não ser por um look vermelho que apareceu nesse desfile. Vi muita transparência e achei que a marca seguiu uma linha mais sexy (sexy sem ser vulgar) para a coleção. O que eu vi também foi muitas peças fluidas e leves (que achei que talvez não funcionem tanto pro inverno). Uma coisa que me chamou atenção foram alguns looks com turbantes, achei a cara do inverno. Em relação a make, gostei dessa coisa de olho marrom esfumadinho e boca nada. E uma das coisas que gostei muito foram os sapatos, tanto o feminino quanto o masculino estavam bem bacanas.

Eu espero que tenham gostado e fiquem ligados que mais tarde vai ter post sobre o segundo dia de desfiles.
Kisses ;*

*Fonte FFW

Um comentário:

  1. Adorei o desfile, quanta coisa bacana!
    Bjs
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir