quinta-feira, 6 de junho de 2019

Resenha literária: O ano em que eu disse sim

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro O ano em que eu disse sim.


Sinopse: Um livro motivador da aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder. Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida.

Assunto: Auto-Ajuda, Motivacional.

Editora: Best Seller.

Páginas: 256.

Ano: 2016.

Sobre a autora: Shonda Rhimes é a aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder. Shonda também foi roteirista de filmes como O diário de uma princesa 2: Casamento real, Crossroads: Amigas para sempre e Dorothy Dandridge: O brilho de uma estrela. Shonda possui bacharelado em Literatura Inglesa e Escrita Criativa e é pós-graduada pela USC School of Cinema-Television. Nascida em Chicago, a autora agora vive em Shondaland, um lugar bastante real e imaginário, provavelmente não muito longe de Los Angeles. Ela é a mãe orgulhosa de três meninas.


Confesso que talvez esse livro não me chamasse a atenção em outras situações, mas só li mesmo porque foi a Shonda Rhimes que escreveu (ela é a criadora de Grey's Anatomy e Scandal, que são séries que eu amo). Não podia deixar de ler esse livro.

capa é uma gracinha, o que me chama mais atenção são as cores. E eu tenho a sensação que o SIM é o personagem principal do livro, e é. Só digo que gostei muito dessa capa!
 Não vou falar sobre a diagramação, porque li pelo Kindle. A leitura foi boa e li bem rápido.

É um livro que eu enquadraria no auto-ajuda fácil, e é. Apesar de ser um livro nesse estilo temos a Shonda como personagem principal em todas as situações, e ela te dá forças para tentar a mudança na sua vida assim como ela. É muito legal ver uma mulher tão incrível mas descobrir que ela também tem inseguranças e que as vezes acha que não aguentar tudo o que tem pra fazer, é interessante ver essa vulnerabilidade. Porém, tenho que dizer que é incrível vê-la dando a volta por cima e se permitindo dizer sim para várias coisas. É um livro que motiva a gente a ser melhor e a dizer sim as oportunidades que nos cercam.

É um que indico principalmente pra quem gosta da temática de auto-ajuda, mas se você curte a Shonda Rhimes também é uma boa pedida. 

Esse livro eu baixei na internet e coloquei no meu Kindle, mas você pode achar fácil em livrarias.

O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

4 comentários:

  1. oi, Thais!

    Tudo bem?

    Ainda não li esse livro, não, mas pela resenha k você fez, me parece ser um mto interessante e a capa é impactante.

    Os livros de autoajuda são importantes, embora eu me sinta bem e sem problemas de maior.

    Beijos e aqui tá chovendo. Nossa! Qdo chegará o verão?

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha, gosto muito de ler livros de auto ajuda e esse parece ser muito bom!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Quando eu li esse livro, ele mudou a minha perspectiva. Eu sempre deixo de fazer as coisas e depois de ler, acabei me desafiando a dizer sim.
    amei a resenha
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não sou fã de autoajuda, mas esse livro eu leria, só por causa da autora kkkkkkk.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir