sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Resenha literária: Pecador

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Pecador.


Sinopse: No coração de Manhattan, tudo pode acontecer. Alexander Roussel é um homem ferido, que só sabe ferir, que desliza caminhando sua sombra perigosa e sedutora na noite. Um anjo caído da morte.
Ele tira vidas. É um mercenário, um assassino de aluguel. Sem escrúpulos, sem pena, sem medo. Sem coração. Mas o destino quis que ele cruzasse com aquela que se dedica a salvar vidas: a filha protegida de um dos chefões da Máfia. Ela é o seu contrário. Angelina Lucky é a luz da vida, é a inocência. É o coração pulsante. Ela é a ternura que ele nunca conheceu. Ela é o anjo de luz que talvez ele precise para iluminar seus passos cheios de sangue. Alexander se vê diante de talvez o seu maior pecado: tirar a pureza da mulher que abala todas as suas estruturas, fazendo-a conhecer todas as tentações da carne ao lado de um homem corrompido por natureza. Angelina se vê no dilema entre o amor proibido e tão carnal e suas inclinações religiosas. Eles são o maior pecado um do outro. Mas também podem ser a salvação que eles precisam.

Assunto: Romance, Romance Contemporâneo.

Editora: Publicação Independente.

Páginas: 761.

Ano: 2019.


Esse livro foi escolhido entre os inúmeros livros de romance que eu tinha disponível para leitura no meu Kindle. A história me chamou a atenção e eu resolvi ler.

A capa do livro já remete a ser um daqueles romances mais quentes. Nela temos o nosso protagonista, Alex. A capa tem essa cor avermelhada e tons acinzentados, e eu achei interessante, já que a história tem uma pegada de ação também. A diagramação é boa. A leitura foi média, não li muito rápido não.

" Não consigo desviar minha atenção da sua ereção. É imoral e ao mesmo tempo instigante."

No começo eu estava gostando bastante do livro, mas quando terminei tive uma sensação de mais do mesmo. Não foi uma história que me surpreendeu, porém foi boa para passar o tempo. Gosto que a história não é apenas um romance, ela envolve máfia e outras coisas, o que faz tudo ficar mais interessante. Acho que o problema é que é uma história bem longa, então senti que tinha muita enrolação pra chegar onde realmente a gente quer. Ahh, e eu amei as partes mais quentes do livro. Quase ali no final eu fiquei um pouco triste, mas deu tudo certo no fim. Tenho que dizer que a Angelina é uma personagem tão boazinha, que me irrita.

Acho que para quem gosta de um livro com ação, romance e safadeza, essa é uma boa pedida. Não acho que serve como respiro de leitura, porque é um livro bem grande.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Inspiração: Gatinhos

Olá querido(a)!
Você sabia que hoje é dia mundial do gato? Confesso que nunca tive felinos, mas acho super fofinhos. Tenho muitas amigas que tem seus gatinhos. O que eu adoro nesses bichinhos é que eles são super independentes. Acho que teria gatinhos se morasse sozinha, haha. Mas vou parar de falar e compartilhar as inspirações por aqui!











Lembrando que as imagens são de bancos de imagens gratuitos e podem ser usadas em qualquer lugar e de qualquer forma. Você tem gatinhos?  Me conta nos comentários!

Beijoos ;*

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Na telinha: Fate - A Saga Winx

Olá querido(a)!
Hoje eu vim falar da série Fate - A Saga Winx.


Confesso que eu não peguei a época do desenho das Winx na TV, mas me lembro um pouquinho delas. Resolvi assistir com a minha irmã já que a série tem poucos episódios e tem temática de fantasia (para quem não sabe as Winx são fadas).

"Fate: A Saga Winx é uma série live-action baseada na popular série animada Clube das Winx. A série gira em torno de seis fadas populares que devem aprender a controlar seus poderes mágicos frequentando uma escola em um mundo fantástico. Alfea é uma escola situada no Outromundo que tem por objetivo formar as fadas e instruí-las na arte da magia que já existe há milhares de anos. Apesar disso, nenhuma fada que esteve em Alfea se parece com Bloom, que foi criada no mundo humano. Bloom é uma fada impulsiva, gentil e perigosa para aqueles ao seu redor. Por dentro, Bloom possui um poder com a capacidade de acabar ou salvar os mundos que fazem parte dela. Para se sobressair, Bloom precisa manter o controle de suas emoções. Sendo apenas um adolescente, as coisas podem ficar complicadas. Jovens fadas estarão à beira de emoções, amor, rivalidades e inimigos que ameaçam suas vidas."


Já vou começar falando que não gostei tanto quanto imaginei, e talvez o motivo seja porque me lembra bastante O Mundo Sombrio de Sabrina, que foi uma série que eu não curti também. Confesso que gostei bastante dos figurinos e também do estilo de cores, que tem um ar mais frio e sombrio. Sobre a história em si, não me prendeu muito. Confesso que fiquei um pouco confusa com tudo e não me prendeu, acho que eu teria que assistir novamente e tentar me situar. Achei a personagem principal, que é a Bloom, bem chatinha. E nem sei mais o que falar sobre, kkkk. Acho que não tenho mais comentários a tecer.

A série possui uma temporada, com o total de 6 episódios de 1 hora cada. É uma série curtinha, mas com episódios longos. É fácil de maratonar em um dia. É uma série de fantasia e aventura. Pra quem gosta de uma pegada mais mágica, vai curtir. Acho que vai agradar os fãs de Winx e a galera que gosta do gênero fantasia. Você pode assistir na Netflix.


Já assistiu essa série? Deixe seu comentário pra eu saber a sua opinião!

Beijoos ;*

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Resenha literária: A Troca

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro A Troca.


Sinopse: Leena Cotton tem 29 anos e sente que já não é mais a mesma. Eileen Cotton tem 79 e está em busca de um novo amor. Tudo de que neta e avó precisam no momento é pôr em prática uma mudança radical. Então, para colocar suas respectivas vidas de volta nos trilhos, as duas têm uma ideia inusitada: trocar de lugar uma com a outra. Leena sabe que precisa descansar, mas imagina que a parte mais difícil será se adaptar à calmaria da cidadezinha onde a avó mora. Cadastrada em um site de relacionamentos, Eileen por sua vez embarca na aventura com a qual sonha desde a juventude. Dividindo o apartamento com dois amigos da neta, ela logo percebe que na cidade grande suas ideias mirabolantes não são tão complicadas assim. Ao trocar não só de casas, mas de celulares e computadores, de amigos e rotinas, Leena e Eileen vão descobrir muito mais sobre si mesmas do que imaginam. E se tudo der certo, talvez destrocar não seja a melhor solução.

Assunto: Comédia Romântica.

Editora: Intrínseca.

Páginas: 352.

Ano: 2020.

Sobre a autora: Beth O'Leary estudou inglês na universidade antes de começar a trabalhar com publicações infantis. Ela vive o mais perto possível do campo, sem se afastar muito de Londres, e escreveu Teto para dois durante as viagens de trem para o trabalho. Ela agora se dedica em tempo integral à escrita e, se não estiver trabalhando, você a encontrará em algum lugar com um livro, uma xícara de chá e vários casaquinhos de lã (qualquer que seja o tempo).


Esse livro foi o escolhido porque virei fã da autora depois de ler Teto Para Dois. Quando vi esse lançamento fiquei bem interessada de ler.

A capa do livro me agrada bastante. É uma capa fofinha. Temos as duas portas, que imagino serem das casas das nossas personagens que trocam de lugar. Tudo bem coloridinho e fofo. Foi uma leitura que terminei num tempo legal, nem muito rápido e nem muito devagar.

"— Ora, talvez você esteja interessado em saber que as crianças criadas por um casal do mesmo sexo, em um ambiente estável, se saem tão bem quanto as que são criadas por um casal heterossexual. O que importa, Basil, é estar presente para o filho, amá-lo, tomar conta dele... é isso que faz de alguém um bom pai ou uma boa mãe."

Posso falar que eu amei esse livro? Eu não sei porquê, mas acho que mais esse livro dessa autora é totalmente possível de acontecer na vida real. Os personagens me lembram pessoas que a gente pode conhecer por aí. E eu juro que achei que a história poderia ser chata, já que temos duas gerações diferentes contando a história, cada uma com seu ponto de vista, mas acho que isso trouxe riqueza a história. Eu amo que as personagens mulheres são fortes e querem mudar o mundo do jeito delas. Outra coisa que gostei foram os romances que rolam pela história, muitas coisas interessantes. Eu consegui me identificar com a história e gostar de tudinho. Uma história muito gostosa de ler e bem completa. Ahh, e esqueci de dizer que ri bastante, tem muita coisa engraçada e divertida.

Um livro para quem procura uma diversão que vai fazer você rir, chorar e refletir. Eu indico para todos que curtem uma boa comédia romântica com uma pitada de drama.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Minhas leituras de janeiro de 2021

Olá querido(a)!
Hoje vim compartilhar minhas leituras do mês com você. Se você não viu minhas leituras de 2020, você está esperando o que? No mês passado não li tanto, por causa do BBB e porque estava um pouco desanimada. Mas estou feliz de ter feito pelo menos algumas leituras. Quero ler mais em fevereiro, mas não sei se vai ser possível, minha vida anda meio atribulada.

1- Pecador



2- Meu corpo minha casa



3- O Alienista HQ


O que achou dos livros que estou lendo? Me conta aí quais foram suas leituras do mês passado!

Beijoos ;*

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Na telinha: Big Brother Brasil 21

Olá querido(a)!
Hoje vim falar um pouquinho sobre o Big Brother Brasil 21.


Na segunda-feira, dia 25 de janeiro, estreou a 21ª temporada desse reality show que o Brasil ama, mas que tem gente que odeia. Ano passado eu voltei a assistir, depois de anos sem ver, e gostei tanto que esse ano tô alienadinha novamente.

Começou na semana passada, mas só agora vim aqui comentar sobre o programa. Esse ano eles repetiram a fórmula que deu certo ano passado, por isso temos gente "famosa". Confesso que esse ano eu já estava acompanhando desde o momento que começaram as especulações sobre os famosos que iam entrar. Fiquei surpresa com alguns nomes que entraram, mas logo se tornaram a decepção do ano.

"Os competidores ficam confinados em uma casa cenográfica, sendo vigiados por câmeras 24 horas por dia, não podendo se comunicar com seus parentes e amigos, ler jornais ou usar de qualquer outro meio para obter informações externas."


Nessa edição os cômodos da casa são inspirados em novelas e programas de sucesso da Rede Globo. Confesso que achei a maioria dos cômodos bem cafonas, mas os que eu mais gostei foram o banheiro inspirado em Cheias de Charme e o quarto inspirado em Cordel Encantado. Tivemos também "pipoca" e "camarote", que como já falei foi o que deu uma impulsionada no programa no ano passado. Deu tão certo que a galera que era camarote, ano passado, conseguiu um reconhecimento maior ainda nas redes sociais. Uma outra coisa que me chamou a atenção foi a representatividade, já que a edição conta com bastante pessoas negras no elenco. A única coisa que faltou foram pessoas mais velhas e gente gorda, mas uma mudança de cada vez. Pelo menos tivemos um avanço.

Mas vamos para as polêmicas que rolaram em apenas uma semana de programa. Como a gente sempre diz, os anônimos não tem nada a perder, afinal, ninguém os conhece. Eles tem muito mais a ganhar que a perder, apesar que no ano passado teve uma galera que se queimou. Esse ano as pessoas que andam se queimando são os famosos. Na verdade todo mundo está meio louco na casa. A gente não sabe se as pessoas são assim, ou se é por conta da pandemia. Acho que eles passam o dia discutindo assuntos delicados, o que eleva as brigas acontecerem. A gente gosta de treta, mas o clima anda bem pesado lá dentro. Acho importante a militância e tudo mais, mas acho que a galera tem que pisar no freio um pouquinho. A gente já descobriu que tem gente famosa que ao contrário do que a gente achava, é lixão. A gente tem gente que estudou as pautas pra sair de sensatão. E a gente tem a casa inteira tentando lacrar e puxando as pautas do ano passado para esse ano. O pessoal tem que entender que o BBB 20 já foi, eles estão no 21. A edição era a edição dos cancelados que se tornaram canceladores lá dentro. Muitas coisas que aconteceram foram bem pesadas. Eu espero que melhore nesse sentido. Quero tretas, mas aquelas tretas sobre estalecas, compras, romance e essas bobeirinhas.


Nesse momento meus preferidos são: Caio e Rodolfo, porque são a dupla que eu amo. Gilberto com seu "tchaqui, tchaqui, tchaqui". Pessoas que eu quero que saiam da casa: Karol Conká e Fiuk, a primeira me soa muito maldosa e o outro me soa bem falso, já que o que ele fala não condiz com as posturas que ele tem. Sem contar que é mimadinho pra cacet*. Minha opinião pode mudar a qualquer momento.

E sobre o apresentador: não gostei ano passado e esse ano parece que está me irritando ainda mais. Me parece que o Thiago apresenta o programa sem vontade, dá patada em todo mundo. Já pode eliminar ele, tá? Não acho que o programa combina com ele.

Poderia falar que estou comentando o programa no Twitter, mas só tenho comentado com minha irmã mesmo. kkkk.


Esse reality show é exibido mais o menos às 22:30  na Globo todos os dias. Você também pode assistir o dia inteiro assinando o GloboPlay.

Você está acompanhando esse reality show? O que está achando?

Beijoos ;*

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Resenha literária: Meu Chefe Dominador

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Meu Chefe Dominador.


Sinopse: Mariana é uma garota totalmente aberta e nada careta. Para ela, ficar (ou transar) com alguém que não seja seu namorado/noivo/marido não tem problema algum, principalmente porque ela ama sua vida de solteira e a liberdade que tem de poder ficar com quem quiser. Porém, não pode ter tudo o que quer, como por exemplo: o seu chefe. Ela não sabe nada a respeito dele. Mal sabe que ele não é quem imagina e que pode ser muito dominador tanto no trabalho quanto fora dele. Mas será que a vontade de tê-lo é grande o suficiente para suportar as suas propostas, além de tudo o que vai ter que abrir mão, os segredos que terá que manter e, pior ainda, a confusão que esse homem irá causar em sua vida?

Assunto: Romance, Romance Erótico.

Editora: Ponto Literário.

Páginas: 260.

Ano: 2016.


Esse foi um livro que peguei aleatoriamente para ler, provavelmente em um momento que eu queria algo de romance para ler.

A capa do livro já lembra algo bem Cinquenta Tons de Cinza. Ela já tem essa coloração mais acinzentada e a algema, tudo que lembra essa pegada mais BDSM. Confesso que acho a capa meio batida. Não lembro se demorei muito para ler, mas acho que não.

"— O conceito fundamental em que o BDSM se apoia é o SSC. As práticas devem ser sãs, seguras e consensuais. Portanto, não vou machucar você."

O livro foi uma boa leitura de respiro, mas descobri que não me empolgou tanto já que quando vim escrever essa resenha eu já não me lembrava muito da história. Mas me lembra que foi uma leitura divertida, já que achei uma história próxima da realidade. Tem aquelas pitadas de BDSM e tal. Mas acho que o que eu mais gostei foi da relação da personagem principal com a melhor amiga. Outra fato que gosto de chamar atenção é que o chefe não é um grande executivo, é dono de uma loja e ela uma das vendedoras. E eu gostei como a personagem principal vai mudando de ideia sobre o amor, já que ela é bem livre e não pensa em se relacionar sério com ninguém.

Um tipo de livro de respiro bem legal, mas você tem que gostar daqueles romances mais calientes pra ler. Recomendo pra quem gosta desse tipo de romance e quer uma leitura mais levinha.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Feliz dia do publicitário!

Olá querido(a)!
Hoje é dia do publicitário e eu como uma não podia deixar passar em branco. Confesso que essa postagem quase não saiu, porque ando com a vida bem atribulada. Mas já que saiu, vê aí!


Beijoos ;*

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Saudades de tempos melhores

Olá querido(a)!
Você sabia que hoje é dia da saudade?


Fiquei pensando em alguém que sinto falta pra escrever sobre saudades. Mas acho que não sinto falta de ninguém a ponto de escrever um texto pra essa pessoa. Muitas pessoas passaram pela minha vida e foram importantes de alguma maneira, mas eu entendi quando elas partiram. Gosto do sentimento bom de nostalgia, mas acho que não poderia ser diferente, a história não aconteceria de outra forma.

Minha saudade é das amigas próximas, mas que por causa da pandemia a gente está a meses sem se ver. Saudades de olhar no olho, de abraçar, de estar perto, de não estar separadas por uma tela. 

Sinto falta dos dias antes da pandemia, em que a gente andava livre por aí... Hoje somos reféns do vírus e de protocolos de segurança. Saudades da vida normal, do comum...

Beijoos ;*


quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Resenha literária: Suzane - Assassina e Manipuladora

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Suzane - Assassina e Manipuladora.


Sinopse: Suzane Louise von Richthofen é uma lenda do mundo do crime. Em 30 de outubro de 2002, ela abriu a porta de casa para guiar os matadores dos seus pais. Enquanto dormiam, Manfred e Marísia morreram com dezenas de pauladas, desferidas pelo namorado de Suzane e pelo irmão dele, Daniel e Cristian Cravinhos. O crime abalou o país. Pela monstruosidade, a assassina recebeu dois vereditos: o primeiro saiu do Tribunal do Júri em 2006, quando foi condenada a 39 anos de cadeia. A segunda sentença foi proferida pelo Tribunal do Crime, existente dentro das penitenciárias. A comunidade prisional não perdoa pedófilos, estupradores, nem filhos que matam os pais. A menina rica, branca e de cabelos loiros foi condenada. As mulheres sanguinárias do PCC receberam a missão de matá-la dentro da Penitenciária Feminina da Capital, ainda nos anos 2000. Esperta, extremamente manipuladora, Suzane sobreviveu. Este livro esquadrinha o caminho que a criminosa trilhou desde que foi presa pela primeira vez até o momento em que começou a sair da prisão. Para detalhar a vida da assassina, o repórter Ullisses Campbell realizou dezenas de entrevistas e mergulhou nos emaranhados universos do Direito Penal e da Psicologia Forense. A obra mostra uma Suzane que deseja se casar no religioso, virar pastora evangélica e que nutre um sonho agora revelado.

Assunto: Biografia, Crimes Reais.

Editora: Matrix.

Páginas: 280.

Ano: 2020.


Fiquei muito curiosa em ler esse livro porque eu adoro livros de crimes reais. No caso, esse é de um crime que parou o Brasil. Já li muito sobre o caso e é sempre interessante ler mais sobre.

A capa do livro me faz ter sentimentos contraditórios. Temos a foto da assassina na capa e não consigo definir se isso é bom ou ruim. Uma curiosidade é que essa foto foi feita logo quando ela foi presa, aquelas fotos pra identificar o preso. A única alteração que foi feita nessa foto foi o fundo vermelho, que eu tenho a sensação que foi pra dar um ar de "perigo" ou algo assim. Não foi um livro que demorei tanto para ler, já que não é tão grande.

"Daniel terminava o namoro em apenas uma página. Em determinado trecho, escreveu: "Como fui idiota! Como fui usado por você! Espero do fundo do coração que você morra na cadeia e que sua alma carbonize no inferno, sua manipuladora do caralho"."

Eu tenho que dizer que eu gostei do livro, apesar de eu achar ele bem focado na Suzane e não no crime em si. Até por isso, indico ler primeiro o livro Casos de Família que é mais voltada para o crime e a investigação. Nesse livro adentramos no dia a dia e vida da Suzane, e tudo o que lemos só corrobora para que achemos ela realmente manipuladora. Muitas pessoas deram entrevista para a construção da narrativa e me soa que a maioria acha que foi manipulada, já que quando a Suzane conseguia o que queria ela descartava as pessoas. O que eu achei mais interessante foram os relatos de quando ela já estava na prisão, de coisas que aconteceram por lá. Apesar que gosto dos detalhes da vida dela antes e na época do crime, mas os da prisão são realmente interessantes. E eu devo dizer que acredito mesmo que ela é uma manipuladora, ou seria sedutora?, nata. Já escutei muita gente falando sobre isso e acho que concordo. Me aparece que ela sempre queria se dar bem.

Esse é o tipo de livro para pessoas que tem interesse em crimes reais, principalmente aqueles que tem interesse no Caso Richthofen.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

O padrão de beleza mata

Olá querido(a)!
Eu nem sei como começar a postagem de hoje, mas é um assunto necessário.


Estamos cercados de discursos de "Seja a sua melhor versão!" que mascaram na verdade a busca pelo padrão de beleza, as cirurgias plásticas e os procedimentos estéticos. Os profissionais do mercado da beleza usam o discurso da melhor versão pra vender coisas impossíveis pra você, querem vender a perfeição em cima da sua insegurança. 

Se a alguns anos atrás tivemos as lipoaspirações, agora a moda é a LAD (lipoaspiração de alta definição) que deixa a pessoa com a aparência de alguém que frequenta a academia. Se a alguns anos pessoas gordas queriam fazer a tão sonhada lipo, hoje pessoas gordas e magras desejam a LAD. Se a alguns anos era tão inalcançável fazer uma cirurgia estética, hoje é como comprar uma roupa nova.

Num momento que a gente fala sobre aceitação, mas a maioria das pessoas não se aceita. Nesse momento de redes sociais em que estamos adoecidos em relação a aparência. Corpos irreais pipocam no nosso feed e, querendo ou não, somos influenciadas pelo que vemos. Mas, o que ninguém fala é que a perfeição não existe, e por trás das fotos existe muita cirurgia plástica e photoshop. Alguns cirurgia, outros photoshop e até os dois juntos. Porque mesmo com os procedimentos mais caros, a perfeição NUNCA chega. 

O mercado da beleza lucra com a insegurança de meninas e mulheres de todas as idades. O mercado quer mostrar a você que você nunca é o suficiente. O mercado é cruel. A indústria é cruel. As reses socais são cruéis. As pessoas são cruéis.

Mas porquê levantar esse assunto? Porque ontem mais uma mulher morreu por causa de uma cirurgia estética. Uma mulher padrão, mas que quis mais. Não a julgo, todos querem. Afinal, o mercado sempre mostra como podemos melhorar e sermos "a melhor versão de nós mesmas".

Enquanto todo mundo continuar no pacto silencioso se achar normal essas intervenções cirúrgicas eletivas, a gente vai continuar vendo casos como esse estampando os portais de notícias. Sem contar as cirurgias que dão errado aos montes por aí. Mas é aquela coisa: toda cirurgia tem aquela porcentagem de dar errado, mas não vai acontecer comigo. E o que mais se vê nas redes socais é gente falando que só não faz por falta de dinheiro, que é o sonho da vida e etc. Enquanto venderem o corpo perfeito por aí, vai ter gente comprando. 

Tenho certeza que ontem todo mundo chorou pela influencer que morreu, mas daqui a alguns dias isso vira história velha e todo mundo vai voltar a enaltecer cirurgias plásticas. E eu fico triste por isso, triste por ver pessoas tão novas querendo ser perfeitas e mais novas ainda. 

E como já disse, se continuarmos nesse pacto de silencio as coisas só tendem a piorar. A gente precisa discutir melhor os riscos de cirurgias estéticas, porque não dá pra pessoas continuarem pagando com a vida essa loucura de padrão estético que colocaram na nossa cabeça. Quantas pessoas mais vão ter que morrer na mesa de cirurgia para algo acontecer?

REFLITAM!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Sessão pipoca: Pai em Dobro

Olá querido(a)!
O filme escolhido para a sessão pipoca de hoje foi Pai em Dobro.


Sinopse: Em Pai em Dobro, após passar toda uma vida junto de sua mãe em uma comunidade hippie, uma jovem de 18 anos aproveita a maioridade para tentar realizar um de seus grandes sonhos: conhecer o pai. Ela, então, abandona a comunidade e parte em uma jornada para tentar encontrá-lo.

Gênero: Comédia, Drama, Família.


Um filme que eu estava curiosa para assistir desde que escutei falar pela primeira vez. Tenho que dizer que muito dessa vontade era porque a dona Maísa está no filme, e também todo o resto do elenco me chamou a atenção.

Um filme que tem realmente a cara da Talita Rebouças, que foi quem criou o roteiro. E desde que eu vi o nome e sobre o que se tratava achei muito a cara de Mamma Mia!, mas coma  pegada que os filmes baseados nos livros da Talita Rebouças tem. Eu achei o filme gostosinho de assistir, mas não vou dizer que é uma grande obra. Bem aquele típico filme de sessão da tarde. O roteiro é super previsível, mas não vou dizer que é ruim. Para mim o que eu mais gostei foi da participação de Pedro Ottoni, que é ator e faz vídeos pra internet. E achei que o grande apelo desse filme foi o elenco, que conta com grandes nomes e alguns famosos da internet.

Indico esse filme para assistir com toda a família e acho que as crianças e adolescentes vão gostar. Um filme bem família mesmo.


Você já assistiu esse filme? Deixe um comentário falando o que achou sobre ele e sobre a sessão pipoca de hoje, vou adorar saber a sua opinião :)

Beijoos ;*

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

ShoesSee: many models of sandals

Hello dear!

Today I'm going to share with you some models of shoes by ShoesSee Store. 

Olá querido (a)!
Hoje vou compartilhar com vocês alguns modelos de sapatos da ShoesSee Store.  


“With their passion for high quality shoe making ShoesSee has continued its tradition craftsmanship since 2010. They make sustainable, foot friendly shoes for women that are produced exclusively by us in Hong Kong. You may find them all over the world but you can’t buy them anywhere else! They believe that timeless design is always modern and that true beauty gets better with age. Each pair of shoes has been meticulously crafted by their skilled shoemakers in their factory in Hong Kong All their shoes can be resolved and repaired which significantly extends the life of your footwear. We believe in long lasting high quality products that you can wear for a long time - truly sustainable footwear.” 

Now that you know a little about the brand, let's go to the sandals I selected! 

“Com sua paixão pela fabricação de calçados de alta qualidade, a ShoesSee continuou sua tradição de artesanato desde 2010. Eles fazem sapatos sustentáveis e amigáveis aos pés para mulheres, produzidos exclusivamente por nós em Hong Kong. Você pode encontrá-los em todo o mundo, mas não pode comprá-los em nenhum outro lugar! Eles acreditam que o design atemporal é sempre moderno e que a verdadeira beleza fica melhor com o tempo. Cada par de sapatos foi meticulosamente feito por seus sapateiros qualificados em sua fábrica em Hong Kong. Todos os seus sapatos podem ser resolvidos e reparados o que prolonga significativamente a vida útil do seu calçado. Acreditamos em produtos de alta qualidade duradouros que você pode usar por muito tempo - calçados verdadeiramente sustentáveis.”

Agora que você já sabe um pouco sobre a marca, vamos as sandálias que eu selecionei!

1 | 2

I decided to start showing these two models of women shoes. Heels are great for putting together that tidier look. The first is a wild jump, because it is a very popular and beautiful model and is black. This type of shoe is very stylish in casual looks with jeans, and with dresses it gives a more chic look. The second heel is a very doll model and even reminiscent of a ballet dancer. This type of shoe leaves the looks with the cutest and most romantic face. One cool thing is that as the heel is thicker, this is a more comfortable shoe.

Resolvi começar mostrando esses dois modelos de sapatos femininos. Os saltos são ótimos para montar aquele look mais arrumado. O primeiro é um salto coringa, porque é um modelo bem popular e bonito e é na cor preta. Esse tipo de sapato fica bem estiloso em looks casuais com calça jeans, e com vestidos dá um ar mais chique. O segundo salto é um modelo bem boneca e que lembra até uma sapatilha de bailarina. Esse tipo de sapato deixa os looks com a cara mais fofa e romântica. Uma coisa legal é que como o salto é mais grosso, esse é um sapato mais confortável.

1 | 2

My other two choices are these minimalist sandals. The first one I think looks great in a more casual look. It is that type of sandal to wear on a day by day. It looks very beautiful with denim shorts, with a more beach look. The second is already more tidy. I would say it is also cool to wear in casual looks, but at night. The good thing is that it is very beautiful and comfortable, since it has no heel.

What did you think of my choices? Leave your comment!

Kisses ;*

Minhas outras duas escolhas são essas sandálias minimalistas. A primeira eu acho que fica ótima em um look mais casual. É aquele tipo de sandália para usar no dia a dia. Fica muito bonita com short jeans, com um look mais praia. A segunda já é mais arrumadinha. Eu diria que também é legal para usar em looks casuais, mas a noite. O bom é que é bem bonita e confortável, já que não tem salto. 

O que você achou das minhas escolhas? Deixe o seu comentário!

Beijoos ;*

This post is a publipost of ShoesSee. | 
 
Essa postagem é um publipost da ShoesSee.

Resenha literária: Dez Argumentos Para Você Deletar Agora Suas Redes Sociais

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Dez Argumentos Para Você Deletar Agora Suas Redes Sociais.


Sinopse: Um manifesto que vai fazer você pensar duas vezes antes de postar Hoje as redes sociais são praticamente um segundo documento de identidade: não participar de determinada plataforma muitas vezes é sinônimo de total isolamento. Mas você já pensou como seria se deletasse os seus perfis na rede e levasse uma vida diferente? Jaron Lanier, considerado o pai da realidade virtual e uma das maiores referências (e críticos) do Vale do Silício, não tem conta em nenhuma rede social e deixa bem claro por quê: “Evito as redes sociais pela mesma razão que evito as drogas.” Segundo ele, as bases da internet foram fundamentadas em um modelo de negócio regido pelas propagandas. Os anúncios, nossos velhos conhecidos das mídias tradicionais, ganharam uma nova dimensão à medida que a internet se desenvolvia. O que antes era apenas a exposição de um produto agora é uma engrenagem intrincada de algoritmos que modificam o comportamento de milhões de pessoas diariamente. E o pior: sem que ninguém perceba. Essa dinâmica nas redes traz inúmeros efeitos degradantes: as redes acabam com o livre-arbítrio, estimulam emoções negativas, distorcem a percepção da verdade, precarizam profissões. A lista não tem fim, mas Lanier esquematizou boa parte dela em dez argumentos poderosos e convincentes para que você largue as redes sociais. É uma tarefa complicada, e o autor sabe disso. Ele acredita, no entanto, que essa é a única forma para que um dia tenhamos redes sociais verdadeiramente dignas e aproveitemos o potencial maravilhoso do que a internet nos proporciona.

Assunto: Ciências Políticas, Ciências Sociais.

Editora: Intrínseca.

Páginas: 192.

Ano: 2018.

Sobre o autor: Jaron Lanier é cientista, músico e escritor, mais conhecido por seu trabalho em realidade virtual e sua defesa do humanismo e da economia sustentável num contexto digital. Sua startup nos anos 1980, a VLP Research, criou os primeiros produtos de RV comerciais e introduziu avatares, experiências multipessoa em mundos virtuais e protótipos de grandes aplicativos de RV, como simulação cirúrgica. Seus livros Bem-vindo ao futuro e Gadget foram best-sellers internacionais, e Dawn of the New Everything foi escolhido um dos melhores livros do ano de 2017 pelo The Wall Street Journal e pela The Economist.


Um livro que me chamou bastante atenção pelo título, já que eu sou uma entusiasta de que as redes sociais são nocivas para as pessoas em vários níveis.

A capa desse livro é bem simples, mas me agrada. Tem um rabinho de gato ali num canto e tem um motivo para isso, logo na introdução. Um livro curto, mas eu confesso que dei uma enrolada para terminar de ler.

"Talvez você fique aflito por não ser tão atraente ou bem-sucedido quanto as pessoas às quais é exposto, mesmo sendo usado pelo sistema para fazer terceiros se sentirem da mesma maneira."

Um livro que na minha opinião é necessário demais para fazer as pessoas refletirem sobre as redes sociais. Apesar de eu não precisar dos argumentos desse livro para deletar minhas redes sociais. Eu já sei o quanto elas são nocivas e ao ler o livro só confirmei os meus pensamentos sobre o assunto, apesar de eu achar que todo mundo sabe, mas que acham melhor ignorar. E o interessante é que o autor trabalhou por muito tempo com tecnologia no Vale do Silício, então ele traz muitas informações desse meio. Eu acho que ele é um pouco exagerado, mas também acho que a gente minimiza demais os pontos ruins da rede social.

Esse é o tipo de livro que indico para todo mundo que utiliza redes sociais. É uma forma de você clarear o uso da rede social na sua cabeça.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

6 finds on Newchic

Hello dear!
Today I'm going to share with you some finds that are available on Newchic.

Olá querido(a)!
Hoje vou compartilhar com você alguns achados que estão disponíveis na Newchic.


My first finding is aimed at the male audience. Cargo shirts are great for those who have a more radical style. In addition some models are very cool to use in more formal looks.

Meu primeiro achado é voltado para o público masculino. As camisas de carga são ótimas para quem tem um estilo mais radical. Além disso alguns modelos ficam bem legais para usar em looks mais formais.


The second finding is also for the male audience. The henley shirt men is a model that I think is perfect for the hottest days. It has a lighter weave ideal for use on the beach or on that day when the sun doesn't give you peace. I think it is the type of shirt that gives a more stripped look and looks very comfortable.

O segundo achado também é para o público masculino. A camisa masculina henley é um modelo que eu acho perfeito para os dias mais quentes. Ela possui um teceido mais leve ideal para usar na praia ou naquele dia que o sol não dá sossego. Acho que é o tipo de camisa que dá um ar mais despojado ao look e tem cara de ser bem confortável.


Another finding related to the male audience. The mens long cardigan is that joker piece to make the look more chic. In addition to leaving those who wear it warm, it still gives that charm to the look. For those who want a more tidy look invest in this piece.

Mais um achado relacionado ao público masculino. O cardigan longo masculino é aquela peça coringa para deixar o look mais chique. Além de deixar quem o veste quentinho, ainda dá aquele charme ao look. Para quem quer um look mais arrumadinho invista nessa peça.


My fourth find is aimed at the female audience. The xxxxl hoodie is one of my favorite pieces and, as previously written, we found it in various sizes. So no excuse for not having your stylish sweatshirt. I think it's really cool to be a piece that covers different types of bodies.

Meu quarto achado é voltado para o público feminino. O moletom com capuz xxxxl é uma das minhas peças favoritas e, como já escrito anteriormente, encontramos ele em vários tamanhos. Então não desculpa para não ter o seu moletom estiloso. Acho muito legal ser uma peça que abrange diversos tipos de corpos.


My fifth finding is legal for both men and women. I had never heard of blanket hoodies, but I loved this news. It seems to be very comfortable and tasty for cold days. Reminds me of a warm hug!

Meu quinto achado é legal tanto para homens quanto para mulheres. Nunca tinha ouvido falar em cobertores com capuz, mas adorei essa novidade. Parece ser muito confortável e gostoso para os dias frios. Me lembra um abraço quentinho!


My latest find also has that warm vibe. The teddy hoodie caught my eye. It has a finish that resembles Teddy Bear and appears to be very warm and fluffy. I also found it very stylish!

Did you see how many legal finds? I'm sure you liked at least one of them. 

What did you think of my choices? Leave your comment! 

Kisses ;*

Meu último achado também tem essa vibe quentinha. O moletom com capuz teddy me chamou bastante atenção. Ele tem um acabamento que lembra o Teddy Bear e parece ser bem quentinho e fofinho. Também achei bem estiloso!

Viu quantos achados legais? Tenho certeza que você gostou de pelo menos um deles.

O que você achou das minhas escolhas? Deixe seu comentário!

Beijoos ;*

 
This post is a publipost of Newchic 
| 
 
Essa postagem é um publipost da Newchic.