terça-feira, 31 de agosto de 2021

Resenha literária: Roube Como Um Artista

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Roube Como Um Artista: 10 dicas sobre criatividade.


Sinopse: Coleção Pitch Deck. Plataforma para jovens negócios. Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar – com bom humor, ousadia e simplicidade – que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI. Nesta obra, Austin mostra através de mensagens positivas um olhar gráfico diferenciado, ilustrações, exercícios e exemplos de como o leitor pode “ativar” seu lado criativo. Austin Kleon, corajosamente, desfila novas verdades sobre criatividade: nada é original, então abrace as influências, colete ideias, misture e reimagine para achar seu próprio caminho. Se gosta de um artista, copie-o, e copie as referências deste artista, descubra de quem ele gosta, quem ele copia, quem é a sua influência, e tome tudo isto para si. Seja este artista, até a hora que vai sentir que não está mais copiando e sim criando sua própria versão. Mas para chegar neste ponto é preciso que fique esperto, tenha uma rotina, um emprego fixo que lhe dê dinheiro e que lhe traga suporte para ser “selvagem” e ousado dentro de sua imaginação. O mais importante para os leitores é que Roube como um artista é focado na praticidade. Kleon quer transformar, mudar, fazer o leitor descobrir e ativar sua própria criatividade, e espera conseguir isto com todas as dicas e macetes que cita no livro. Roube como um artista é uma obra curta e intensa, um tiro certeiro para despertar aquele lado criativo que dorme dentro de todos os leitores.

Assunto: Criatividade, Motivacional.

Editora: Rocco.

Páginas: 160.

Ano: 2013.

Sobre o autor: Austin Kleon é escritor e artista e vive em Austin, Texas.


Confesso que esse livro sempre chamou minha atenção, porque todo mundo sempre falou bem dele por aí. Olhando agora a data de lançamento, ele é até bem antigo (eu achava que no máximo tinha uns dois anos que tinha sido lançado).

A capa desse livro é preta com as palavras em branco. É uma capa simples para um livro que fala sobre criatividade. Minimalista até. Por mais que tenha essa simplicidade, é uma capa que me agrada. É um livro curto que li bem rapidinho.

"O computador é muito bom para editar suas ideias, e é muito bom para deixá-las prontas para publicar e lançá-las ao mundo, mas não é muito bom para gerar ideias."

Acho que comecei a ler com muita expectativa esse livro e fiquei um pouco decepcionada. Não digo que é um livro ruim, o livro é bom. É o tipo de livro que fala coisas bastante óbvias sobre criatividade, mas que a gente não dá atenção no dia-a-dia. Acho que outra coisa que mexeu com a minha avaliação foi que li a versão digital que não é tão graciosa. Sei que a versão física é bem bonita e muito bem diagramada. Um livro que vale a pena a leitura, porque traz dicas interessantes porém não acho que mudaram minha vida. Minha dica é ler uma dica por dia e ir aplicando no seu trabalho.

Um livro bacana e fácil de ler para quem quer dicas para desenvolver trabalhos criativos.


O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

4 comentários:

  1. Já conheço pelo nome e tenha vontade de o ler
    Beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  2. Gracias por la reseña , se ve interesante.

    ResponderExcluir
  3. Duas pessoas que leiam um livro podem ter uma opinião totalmente diferente sobre o conteúdo do mesmo. Uma gostar e outra não. Tudo É relativo. Tudo É aceitável.
    Cumprimentos poéticos

    ResponderExcluir
  4. também vejo muitos elogios para esse livro, mas ainda não fiquei tentada a ler
    agora vendo sua resenha, acho que fiquei menos tentada ainda haha

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir