quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Resenha literária: Columbine

Olá querido(a)!
A resenha literária de hoje é sobre o livro Columbine.




Sinopse: O dia 20 de abril de 1999 deixou uma marca indelével na história norte-americana. O Massacre de Columbine pode não ter sido o primeiro tiroteio em massa, mas foi o primeiro da era digital ― e o primeiro de larga magnitude. Na esteira dos acontecimentos de Newtown, Aurora, Virginia Tech, Christchurch, Suzano e Ohio, torna-se cada vez mais urgente compreender e confrontar acontecimentos como o de Columbine. Nossa arma é reaprender a ouvir a dor que cresce em silêncio no outro e no cerne dos valores da nossa sociedade. Columbine é lembrado até os dias de hoje sempre que um episódio horrível e similar ocorre, mas boa parte do que sabemos sobre o massacre está errado. Erros factuais e testemunhos duvidosos propagados à época permanecem verdade absoluta para muitos; é fácil dizer que dois meninos rejeitados pelos atletas e pelas garotas, vítimas de bullying, que vestiam sobretudos e descontavam sua raiva em videogames violentos fizeram o que fizeram por essas razões, mas até que ponto isso é real? Dave Cullen foi um dos primeiros repórteres a chegar à cena e passou dez anos escrevendo Columbine, livro que hoje é considerado a obra definitiva sobre o tema. Passar tanto tempo debruçado neste projeto o fez analisar a postura da imprensa na época com olhos críticos; hoje, Cullen acha que a mídia tentou encontrar um motivo rápido demais, e um episódio que deveria promover uma discussão sobre desarmamento e saúde mental acabou se transformando em um espetáculo midiático irresponsável. Em Columbine, os episódios recontados são uma mistura das reportagens que Cullen publicou na época com anos de pesquisa ― incluindo centenas de entrevistas com a maioria dos diretores envolvidos, a análise de mais de 25 mil páginas de evidências policiais, incontáveis horas de vídeo e áudio, e o trabalho extenso de outros jornalistas de confiança. Com um faro investigativo apurado e uma narrativa terna e respeitosa, Cullen apresenta o retrato de um assunto ainda infelizmente tão atual, ao mesmo tempo em que critica a cobertura massiva que se sucedeu. E questiona: por que armas de fogo ainda permanecem ao fácil alcance nos Estados Unidos? A possibilidade de se tornar uma celebridade pela mídia também mata pessoas? Será que a imprensa não deveria focar nas vítimas em vez dos assassinos? O novo lançamento da linha Crime Scene, da DarkSide® Books, ganhou vários prêmios e honras, incluindo o Edgar Allan Poe Award (2010), o Barnes & Noble’s Discover Award (2009) e o Goodreads Choice Award (2009), e foi finalista do la Times Book Prize, Audie Award e mpiba Regional Book Award. Columbine também foi indicado em mais de vinte listas de melhores livros de 2009, incluindo The New York Times, Los Angeles Times, Publishers Weekly, e foi eleito como uma das melhores obras da década de 2000 pelo American School Board Journal. Os leitores mais investigativos da DarkSide® Books agora têm acesso à obra de Dave Cullen, publicada pela primeira vez no Brasil, para questionar seu ambiente, crenças, limite ético da imprensa e a responsabilidade com os fatos propagados, tão cruciais em uma sociedade que cada vez mais clama por compaixão, respeito e verdade.

Assunto: Assassinato, Biografia, Crime.

Editora: Darkside Books.

Páginas: 480.

Ano: 2019.

Sobre o autor: Dave Cullen é jornalista e escritor, e contribuiu para inúmeras publicações, incluindo o New York Times. Ele é considerado a autoridade principal dos Estados Unidos sobre os assassinos de Columbine. Cullen ganhou diversos prêmios de escrita, incluindo um Edgar Award, Good Reads Choice Award, Barnes and Noble Discover Award e glaad Media Award. Para mais informações sobre Columbine e Dave Cullen, acesse www.davecullen.com.


Comprei esse livro na pré-venda e demorou mais que o esperado para chegar em minhas mãos. Sou apaixonada por livros que falem sobre crimes reais, sem contar que esse é da coleção Crime Scene da Darkside Books e que eu faço coleção desses livros. Estava ansiosa por esse em especial, já que fala sobre Columbine. Esse caso, em específico, repercutiu muito na época mas eu nunca soube detalhes dele, só o basicão mesmo. Nunca tinha me aprofundado e estava curiosa.

Os livros da editora possuem sempre uma qualidade incrível e por isso todos possuem capa dura. Esse possui uma capa simples, em cinza, com a imagem da escola Columbine na parte inferior. Pelo que eu andei vendo, a capa é idêntica a do livro original (essa é uma tradução). A diagramação é ótima. É um livro longo, a leitura não é difícil mas cansativa pelo teor da história.

O livro fala tudo o que você precisa saber sobre Columbine. Resumindo: Columbine foi um dos mais famosos massacres em escolas que aconteceram no mundo (existem outros, mas aconteceram depois desse). Lendo esse livro comecei a entender muitos pontos que não compreendia antes, já que na época a imprensa mundial não era tão interligada quanto hoje (as notícias demoravam mais para correr). O livro começa contando alguns dias antes do dia fatídico, mas logo chega a ele. É bizarro e parece que você está naquela "zona de guerra". Depois o livro trata das histórias de pessoas afetadas pelo massacre, o que traz ainda mais proximidade da gente com a história. Temos também um pouco da investigação e como a imprensa atuou naquela época. Eu gostei muito de entender mais sobre esse crime que chocou o mundo e mais ainda, aprendi muita coisa interessante sobre o assunto. Foi um livro esclarecedor em muitos pontos e eu gostei de ler.

Recomendo o livro para quem tem estomago forte, porque a história é pesada, e gosta de assuntos relacionados a crimes reais. O livro é maiores de 18 anos, então não indico que menores o leiam. Vale a pena a leitura!


O diferencial desse livro é o marcador, que a maioria dos livros da editora possuem.

Comprei esse livro no site da Darkside Books, na pré-venda, e paguei R$ 69,90 nele.

O que você achou da resenha? Já leu esse livro? Tem interesse em ler? Deixe seu comentário aqui embaixo, estou doida para saber a sua opinião!

Beijoos ;*

3 comentários: