sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Na telinha: Pacto Brutal

Olá querido(a)!
Hoje eu vim falar sobre a série Pacto Brutal - O assassinato de Daniella Perez.


Confesso que fiquei bem interessada em assistir essa série desde o lançamento. Fui me empolgando assim que vi os comentários na internet e fui logo conferir na HBO Max.

"Em 1992, a atriz Daniela Perez foi brutalmente assassinada pelo colega de elenco Guilherme de Pádua e sua esposa Paula Thomaz. O caso chocou o país e resultou em uma alteração do código penal impulsionada por Gloria Perez, roteirista e mãe da vítima. 30 anos depois do ocorrido, a série documental Pacto Brutal - Caso Daniela Perez irá explorar as investigações e materiais de arquivo para entender o que realmente aconteceu e apresentar a tragédia para uma geração que talvez não conheça a história. Além da participação de Gloria Perez, a produção traz depoimentos de vários rostos conhecidos como Cláudia Raia, Fábio Assunção, Raul Gazolla, Cristiana Oliveira, Maurício Mattar, Wolf Maya e Eri Johnson. Por outro lado, autoridades e advogados envolvidos destrincham os detalhes do caso."


Confesso que quando esse crime ocorreu eu ainda não era nascida. Lá pelos anos 2000 eu me lembro de escutar as pessoas comentando sobre o assunto, mas nunca tinha me aprofundado no tema. Eu tinha uma noção muito errada sobre as coisas que aconteceram, então esse documentário veio para colocar em evidência todo o caso. Uma das primeiras coisas que achei sobre o documentário é que ele é muito gráfico. Ele mostra as fotos da Daniella morta e acho que isso pode chocar muitas pessoas. Fiquei me questionando muito sobre isso, se era bom ou ruim. Achei que o documentário inteiro é uma homenagem a Daniella, e ao mesmo tempo tenta trazer a tona que ela se foi e os assassinos vivem livremente por aí. Cada episódio tem foco em um detalhe diferente e achei isso muito bom. Gostei muito das entrevistas, porque elas enriqueceram de uma maneira fantástica o conteúdo. Tem entrevista tanto com amigos e família, quanto com profissionais de diversas áreas. Esse foi um crime que andou esquecido por um bom tempo e é importante trazer ele a tona novamente, ainda mais que a Glória Perez conseguiu mudar lei com base no que aconteceu com a sua filha. Um ponto que achei de grande importância foram as palavras da Glória Perez durante o documentário, uma mulher forte e ao mesmo tempo muito sensível. Várias de suas frases durante o documentário ficaram na minha cabeça. Imagino que deve ser uma dor horrível perder uma filha, ainda mais da maneira como aconteceu com a filha dela. Para mim, esse é um documentário importantíssimo e que todo mundo deveria assistir. Ao mesmo tempo que conta um crime tão bárbaro, ele é sensível ao ponto de comover a gente. A gente consegue se conectar com a história e ficar com raiva dos assassinos.

A série possui 1 temporada, com 5 episódios de 1 hora cada. É uma série curta e que dá pra assistir em um dia. É uma série documental sobre um crime real. Para quem tem interesse em entender melhor toda essa história, acho importante assistir esse documentário. A série está disponível na HBO Max.


Já assistiu essa série? Deixe seu comentário pra eu saber a sua opinião!

Beijoos ;*

6 comentários:

  1. Gracias por la recomendación Te mando un beso.

    ResponderExcluir
  2. Está na minha lista ver essa série documental. Me parece interessante.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Não tenho coragem de assistir, acho que não estou no melhor momento emocional para isso. Lembro da história e acho que nao quero reviver tudo não

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti esse documentário e gostei muito. Também não era nascida, mas sempre lia sobre o caso. Foi uma crueldade tremenda o que fizeram com ela tanto na morte quanto depois, com toda difamação e os atentados ao túmulo.
    Eu estava vendo que a assassina ainda é totalmente obcecada na Daniela e quer transformar a filha em atriz e tal.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti essa série, eu me lembro desse crime, foi uma crueldade com a atriz e com a mãe, fiquei bastante curiosa pra assistir bjs.

    ResponderExcluir
  6. Eu fiquei de assistir, mas até agora não vi.
    Vi muita coisa já pelo twitter e instagram, mas quando eu tiver tempo assisto.
    Eu nasci em 92, então já cresci com o pessoal ás vezes lembrando/comentando desse crime.
    Beijos!!
    www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir