segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

O padrão de beleza mata

Olá querido(a)!
Eu nem sei como começar a postagem de hoje, mas é um assunto necessário.


Estamos cercados de discursos de "Seja a sua melhor versão!" que mascaram na verdade a busca pelo padrão de beleza, as cirurgias plásticas e os procedimentos estéticos. Os profissionais do mercado da beleza usam o discurso da melhor versão pra vender coisas impossíveis pra você, querem vender a perfeição em cima da sua insegurança. 

Se a alguns anos atrás tivemos as lipoaspirações, agora a moda é a LAD (lipoaspiração de alta definição) que deixa a pessoa com a aparência de alguém que frequenta a academia. Se a alguns anos pessoas gordas queriam fazer a tão sonhada lipo, hoje pessoas gordas e magras desejam a LAD. Se a alguns anos era tão inalcançável fazer uma cirurgia estética, hoje é como comprar uma roupa nova.

Num momento que a gente fala sobre aceitação, mas a maioria das pessoas não se aceita. Nesse momento de redes sociais em que estamos adoecidos em relação a aparência. Corpos irreais pipocam no nosso feed e, querendo ou não, somos influenciadas pelo que vemos. Mas, o que ninguém fala é que a perfeição não existe, e por trás das fotos existe muita cirurgia plástica e photoshop. Alguns cirurgia, outros photoshop e até os dois juntos. Porque mesmo com os procedimentos mais caros, a perfeição NUNCA chega. 

O mercado da beleza lucra com a insegurança de meninas e mulheres de todas as idades. O mercado quer mostrar a você que você nunca é o suficiente. O mercado é cruel. A indústria é cruel. As reses socais são cruéis. As pessoas são cruéis.

Mas porquê levantar esse assunto? Porque ontem mais uma mulher morreu por causa de uma cirurgia estética. Uma mulher padrão, mas que quis mais. Não a julgo, todos querem. Afinal, o mercado sempre mostra como podemos melhorar e sermos "a melhor versão de nós mesmas".

Enquanto todo mundo continuar no pacto silencioso se achar normal essas intervenções cirúrgicas eletivas, a gente vai continuar vendo casos como esse estampando os portais de notícias. Sem contar as cirurgias que dão errado aos montes por aí. Mas é aquela coisa: toda cirurgia tem aquela porcentagem de dar errado, mas não vai acontecer comigo. E o que mais se vê nas redes socais é gente falando que só não faz por falta de dinheiro, que é o sonho da vida e etc. Enquanto venderem o corpo perfeito por aí, vai ter gente comprando. 

Tenho certeza que ontem todo mundo chorou pela influencer que morreu, mas daqui a alguns dias isso vira história velha e todo mundo vai voltar a enaltecer cirurgias plásticas. E eu fico triste por isso, triste por ver pessoas tão novas querendo ser perfeitas e mais novas ainda. 

E como já disse, se continuarmos nesse pacto de silencio as coisas só tendem a piorar. A gente precisa discutir melhor os riscos de cirurgias estéticas, porque não dá pra pessoas continuarem pagando com a vida essa loucura de padrão estético que colocaram na nossa cabeça. Quantas pessoas mais vão ter que morrer na mesa de cirurgia para algo acontecer?

REFLITAM!

14 comentários:

  1. Interesting post. Thank you for sharing.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2021/01/hugo-boss-scent-private-accord-for-her.html

    ResponderExcluir
  2. Na minha opinião há muitas pessoas que têm que praticar o amor próprio! <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Vou escrever esse comentário com os pés, pois com as mãos eu to aplaudindo seu texto.
    Concordo plenamente, a cirurgia plástica atualmente se tornou algo banal, não julgo quem faz, mas acho que é importante rever a necessidade de se fazer uma plástica e ter em mente que há riscos.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Thais, fiquei muito triste com essa notícia quando vi, mas fico feliz de ver você, uma menina/mulher de 25 anos problematizando essa situação.

    Aos 25 eu queria muito fazer uma lipo (minha mãe já tinha feito plástica na barriga e colocado silicone também e a família toda tomava ela como exemplo, tias e primas fizeram depois) e acabei fazendo lipo e coloquei a prótese aos 29 anos. Quando me vi em casa, toda roxa, TODAAAA, parecia que tinha sido atropelada por um caminhão, pensei na agressividade e que eu jamais teria feito se visse alguém daquele jeito. Aí me toquei que não vi minha mãe nem minhas primas sem roupa e elas nem reclamaram de dor. A felicidade de ter feito delas foi maior.

    Acho uma loucura, ainda mais essas meninas que já tem um corpo no padrão, mas aí chega no quesito que tenho refletido muito: a eterna insatisfação corporal.

    Eu já pesei 40 kg a menos (na época da lipo pesava 30kg a menos que hoje) e não estava satisfeita também. E hoje não estou, mas estou fazendo uma reeducação e atividades físicas sem neura, de leve, sendo feliz. E quero fazer terapia também, porque esses mais de 30 anos de neura com o corpo não somem de um dia para o outro.

    E a única cirurgia que cogito fazer ao atingir um peso mais baixo (20kg), é reduzir a mama e retirar a prótese. Não sei se farei, pois é cirurgia, de qq forma, mas seria a única que ainda faria. Ou não.

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderExcluir
  5. Concordo plenamente! Em pleno 2021 depois de tantas discussões sobre aceitação é assustador o quanto as pessoas ainda buscam fazer parte de um padrão que vão passar a vida tentando entrar. Vejo muito nos jornais o quanto os famosos estão se esforçando para ficarem cada vez mais parecidos com os outros, com cirurgias, preenchimentos, e tantos outros procedimentos. Eu sempre digo que há tantas outras coisas pra nos preocuparmos, mas cada um com a sua vida seja por alienação ou vontade própria. Mas a necessidade de discutir isso mais vezes é urgente.
    Beijoss, Nada Produtiva ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  6. OI. Depois do seu post eu fui ver quem havia falecido, confesso que desde o final de semana evitei ver TV, jornais e qualquer coisa que me lembrasse de algo triste.
    Realmente esse padrão que a mídia e a sociedade impôs há muitos anos está acabando com muitas pessoas e de alguma forma todos ficam afetados com isso mas, precisamos nos amar.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  7. É um assunto extremamente complicado né? :(
    Eu sou a favor de cirurgias em prol de estética, afinal se for pra pessoa fica mais feliz acho que é ótimo, o problema é o exagero sem limites, é a perfeição ao extremo, aí é algo bem triste e assim como você falou a sociedade sempre nos cobra mesmo que de um jeito mascarado mas tá sempre nos cobrando a perfeição.
    Ótima reflexão sobre o assunto.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  8. uma bela reflexão mesmo
    querendo ou não somos influenciados pois tudo está muito na nossa cara

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
  9. Fiz um post refletindo sobre isso também, louco ver que muitas pessoas põe a vida em risco por um padrão imposto, muito triste, mas nunca aprendem.

    Renata

    ResponderExcluir
  10. Thais essa postagem é muito interesante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Adorable post. So good...

    https://www.itsmeioannes.site/

    ResponderExcluir
  12. Amei o post. Recebemos tantos estímulos mostrando o que é a beleza, que acabamos querendo nos mudar e nem sempre precisamos. Eu sou totalmente a favor de cirurgia plástica, desde que seja algo que você queria fazer para você e não por ser um padrão ou por todo mundo estra fazendo. Esse mês a esposa do meu chefe morreu ao fazer uma cirurgia, e eu fiquei refletindo muito sobre como a gente quer alcançar um corpo que vemos na internet, e as vezes, nem a pessoa da foto tem aquele corpo.
    Temos que ser conscientes e questionar todos os padrões que são impostos
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Reflexão válida. Eu acompanhei a notícia. Uma jovem nova e bonita morrer dessa forma não dá para entender. Ela tinha tudo para ser feliz.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir