sábado, 2 de janeiro de 2021

Sessão pipoca: Soul

Olá querido(a)!
O filme escolhido para a sessão pipoca de hoje foi Soul.


Sinopse: Em Soul, duas perguntas se destacam: Você já se perguntou de onde vêm sua paixão, seus sonhos e seus interesses? O que é que faz de você... Você? A Pixar Animation Studios nos leva a uma jornada pelas ruas da cidade de Nova York e aos reinos cósmicos para descobrir respostas às perguntas mais importantes da vida.

Gênero: Animação, Aventura, Família.


Se eu não me engano esse filme estava previsto para ser lançado nos cinemas no início do ano, até que veio a pandemia e os planos mudaram. No fim das contas ele foi lançado a alguns dias no Disney +. Como tenho a assinatura desse streaming, não podia deixar de assistir.

É um filme com uma narrativa que vai encantar principalmente os adultos, mas é um filme super indicado para as crianças também. O filme trata quase que do "purgatório", aquele lugar que a alma fica antes de realmente ir. Apesar de tratar desse assunto, tudo é feito de uma forma muito bonitinha que faz o filme ter uma leveza. Mas na real o ponto principal da história é mostrar como o mundo cobra da gente as coisas e como cobramos de nós mesmos, sendo que a alegria está nas pequenas coisas. A gente faz muitos planos, dá importância a coisas mirabolantes, mas no fundo o que realmente importa são as coisas simples. Sem contar que me faz pensar que a vida pode acabar a qualquer momento e que devemos dar valor as pequenas coisas e tal. Eu achei um filme lindo e com uma pegada que me lembrou Divertidamente.

Indico esse filme para quem gostou de Divertidamente e quer algo com uma pegada parecida. Um filme ótimo para assistir com toda família e aproveitar o momento juntinho.


Você já assistiu esse filme? Deixe um comentário falando o que achou sobre ele e sobre a sessão pipoca de hoje, vou adorar saber a sua opinião :)

Beijoos ;*

Um comentário:

  1. Ah! Quero muito ver essa animação. Parece ser muito interessante.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir